'Vou processá-la, as contas não batem' diz mãe de Lexa sobre Kamilla Fialho

0 comentários

Darlin Ferratry conversou com o EGO e rebateu as acusações de ex-empresária da cantora.

LExa e a mãe, Darlin Ferratry (Foto: Instagram/ Reprodução)

Lexa anunciou nesta quinta-feira, 21, que rompeu com Kamilla Fialho e a empresa K2L. Desde que o EGO noticiou que uma crise havia se instaurado entre a cantora e a empresária muito se questiona sobre o motivo do rompimento. OEGO conversou com Darlin Ferratry, mãe de Lexa que também trabalha com empresária do ramo artístico. Ela se defendeu das acusações de Kamilla Fialho, que disse que Lexa faltou a compromissos profissionais e não devolveu equipamentos como um microfone e um in ear (fone especial usado por cantores e músicos).

"Tudo isso pegou a gente de surpresa. Ela disse que a Lexa surtou, faltou compromisso profissional... Mas até o momento que ela mandou isso para a imprensa, a minha filha estava trabalhando com a equipe da K2L. Que empresário denigre a equipe do seu cliente assim?  O que posso dizer é que nossos advogados estão tomando conta de tudo e pediram para nós não falarmos muito sobre o assunto. No momento certo a Lexa vai se pronunciar, mas o que posso dizer é que vou processá-la por danos morais. Ela disse que eu tentei pegar dinheiro do contratante em um show. Isso foi muito maldoso. O próprio contratante me ligou para dizer que ele não falou nada disso para ela. Ela perguntou a ele se eu tentei pegar o cachê, ele negou e, ainda assim, ela falou isso. Vi na TV e na internet meu nome sendo associado a roubo. Vou processar sim, por danos morais. Trabalho no meio artístico há dez anos e ninguém nunca denegriu meu nome assim.”

Darlin não quis falar de valores, mas confessou que a “separação” de Lexa e Kamila não teve a ver com o namoro dela com Mc Guimê e, sim, por divergências financeiras. "Foram cláusulas contratuais. As contas não batem, mas não posso falar sobre isso por orientação dos advogados. Primeiro foi o Naldo, depois a Anitta que é super do bem, a Valesca que é uma querida e agora a Lexa. Quatro clientes. Será mesmo que o problema estão nos cantores?", questionou a mãe da funkeira.

Cantora Lexa participa de clipe de MC Guimê (Foto: Brazil News)

Entenda o caso
Uma agenda de shows lotada, contratantes ávidos, uma receita de R$ 200 mil por mês e um salário de apenas R$ 3 mil. Essa foi a equação que fez a relação da cantora Lexa e de sua empresária Kamilla Fialho azedar. Pelo contrato que elas tinham, Lexa receberia a quantia por um ano, já que antes de fazer sucesso e dar lucro, recebeu investimentos do escritório de Kamilla.

O problema é que esse contrato de um ano teria vencido já há seis meses, e a cantora não foi reajustada para receber 30% do que é cobrado por um show seu. "Ela não recebeu o aumento de 30%, nem a prestação de contas do escritório. Está há um tempão pedindo isso sem sucesso. Está acontecendo a mesma coisa que aconteceu com a Anitta", contou uma fonte ao EGO, que disse ainda que a situação chegou ao cúmulo de, além de não ser reajustada, Lexa teria sido descontada e recebido apenas R$ 1.800 por um mês de trabalho. "Para você ter uma ideia, o balé dela ganha R$ 10 mil", contou a fonte.

Apesar do mal-estar, Lexa pretendia manter o contrato de trabalho. Só decidiu rompê-lo depois das declarações de Kamilla Fialho dando conta de que ela teria surtado.

"Lexa surtou... Ontem, trocou as senhas de todas as redes sociais, removeu os administradores do Facebook . Furou compromissos na semana passada outros essa semana também. E ontem foi com a mãe no show. Mãe, padrasto, um empresário de pagode e um dj que não está mais trabalhando conosco. Segundo o contratante, a mãe dela tentou receber cachê direto sem passar pelo escritório. A Lexa pediu e levou o microfone e o protools e não nos atende desde ontem. Enfim, surtou e não estamos entendendo o que está acontecendo", disse a empresária ao EGO.

Em sua defesa, Lexa alegou que manteve os compromissos marcados pelo escritório, e que estava no Rio de Janeiro fotografando para uma campanha e acompanhada por funcinonários da K2L - escritório de Kamilla.

Lexa e Kamilla Fialho (Foto: Reprodução / Instagram)

Fonte: ego.globo.com 

Comentários