Nego do Borel pede desculpas aos fãs por briga durante show no Rio.

0 comentários

Funkeiro afirma que revidou agressões verbais racistas e homofóbicas e admite que se exaltou: 'Existem pessoas preconceituosas. Eu perdi a cabeça'.

Em uma entrevista exclusiva ao EGO feita na noite desta terça-feira, 7, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, Nego do Borel falou pela primeira vez, sobre a confusão em que se envolveu após revidar agressões verbais racistas e homofóbicas de um homem durante uma apresentação. Com a fala mansa, a voz embargada e um brilho no olhar, o funkeiro reconheceu como errada a sua atitude e pediu desculpas aos fãs por sua postura no episódio.

Nego relata que foi atacado com palavras e termos ofensivos e fala sobre a questão do preconceito: "O preconceito existe, existem pessoas preconceituosas. Entrego nas mãos de Deus e que Deus abençõe essas pessoas", disse ele, ainda magoado com os xingamentos.

Para o funkeiro, no entanto, sua atitude não foi correta. Ele classifica o ato de se jogar na plateia como impulsivo: "O que eu menos queria naquele momento foi exatamente o que aconteceu. Quem me conhece sabe do meu caráter e sabe também que não sou uma pessoa de briga, nunca fui. Tenho um público infantil e adolescente muito grande e sei que sirvo de inspiração para eles. Eu jamais faltaria com o respeito a qualquer pessoa que fosse. Cheguei até aqui sem pisar em ninguém, mas não consegui segurar ouvindo aquelas palavras horríveis."

Daquela madrugada do dia 6 de junho, a lembrança mais assombrosa para Nego foi quando estava no palco e uma pedra de gelo atingiu o lado esquerdo do seu rosto.

"Eu achei que fosse um tiro. Na hora, pela força que jogaram, pensei que estava baleado ali no palco, que tinham me acertado. Foi quando eu comecei a tremer e perdi o meu controle, o controle de tudo. Depois vieram mais e mais pedras de gelo contra mim. Naquela hora eu chorei e fiquei muito nervoso, ao mesmo tempo que chamava Deus para o meu lado", afirmou.

Entenda o caso
Na madrugada desta segunda-feira, 6, Nego do Borel se apresentou na Boate 021, que fica na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Em um determinado momento da apresentação, ele teria sido atacado verbalmente por um homem com xingamentos racistas e homofóbicos, o que desencadeou o início da confusão.

Apesar de instigado com os xingamentos, Nego do Borel se dirigiu até o fundo do palco, quando então começaram as vaias.
Um produtor ainda tentou contornar a situação, mas Nego acabou se alterando e se jogou do palco na direção do homem que estava promovendo os insultos. A confusão teve fim quando os seguranças retiraram o funkeiro da plateia e o levaram para o camarim.

Nego do Borel em entrevista exclusiva ao EGO no Rio (Foto: Isac Luz/EGO)

 

Fonte: ego.globo.com

 

Comentários