Mc Tikão, do Alemão para o sucesso!

0 comentários

MC Tikão tem alma de repentista. Dê uma palavra ou um tema para ele e o funkeiro  começa a rimar. Irmão do MC Frank, ele descobriu que levava jeito para a coisa dentro de casa. “Frank ficava escrevendo algumas letras, eu aproveitava e rimava com ele”, conta Tikão, nome artístico que Fabiano Batista Ramos ganhou ainda novinho, quando começou a acompanhar o irmão em bailes.. “Diziam que eu não tinha voz, mas Frank me dava moral, dizia que eu tinha o dom da rima. Ele ficava me dando uns toques para não ficar paradão lá em cima do palco”, lembra. Apesar disso, Tikão ficou um tempo longe do funk. Só voltou a pisar num palco no baile da Metral, na Vila Kennedy, onde ia sempre visitar parentes. “Ali, o pessoal me acolheu e levou fé em mim. Aí comecei a rimar de verdade”, conta. 

Hoje, com 10 anos de carreira, Tikao pode ser considerado o novo fenômeno carioca. Vindo de uma infância difícil, nascido e criado no Complexo do Alemão tinha tudo para ser mais uma vítima ou refém da violência, mas preferiu traçar seu próprio caminho através da música. Depois de sofrer com a separação dos pais quando criança , e superar altos e baixos na carreira, hoje conquistou seu espaço e é dono de uma das agendas de show mais lotadas do mercado fo funk. Uma história de superação que tem por testemunha a favela do Complexo do Alemão.

Hoje Tikão explodiu com Furducinho e sua nova música "Tamo Rico". Recentemente Tikão posou para um editorial de moda ao lado de Mary Silvestre , ex coleguinha e agora funkeira e Jessica Lopes, Miss Bumbum Inglaterra e capa da sexy."Posei para um editorial de moda pela primeira vez e gostei da experiência.O melhor foi que pude manter o meu estilo. Jessica e Mary sao super profissionais e o clima foi ótimo!"


Hoje Mc Tikão conquistou seu espaço e lota os shows por onde passa por todo Brasil. Ele acaba de gravar o clipe da música Tamo Rico,com direito a lancha, helicóptero , mansão, quatro carros de luxo e muita ostentação.  A produção, que ficou em torno 500 mil, marca um divisor de águas na carreira do funkeiro."Não estou rico de dinheiro, mas de amigos. Claro que vivo bem com a minha família,mas isso é fruto do meu trabalho e persistência.



Vivi momentos difíceis na minha vida, várias pessoas falavam pra mim que eu nunca seria um cantor de funk, que não tinha voz. Mas fui em frente e acreditei no meu sonho.Minha missão está cumprida,me  sinto desse jeito.Claro que tenho muito caminho pela frente e vou trilhar esse caminho de cabeça erguida, conquistando passo a passo meu espaço e mostrando pra milhares de jovens que se vc sonha, acredita, se dedica e trabalha com dignidade vc chega lá. Deus nunca me desamparou, passei por muitas lutas e hoje piso no palco de um show lotado, olho a multidão cantando minhas musicas e passa um filme na minha cabeça...de tudo que vivi, que sofri e muitas vezes meu sorriso largo no palco não é só por mim, mas por milhares de brasileiros que vivem nas comunidades em busca de seus sonhos e que hoje , eu posso dizer que tem esperança pra todo mundo....." disse Tikão que em uma das cenas do clipe retoma a memória os tempos de complexo do alemão num  bate papo na laje com o irmão, Mc Frank.







 
Fonte: entretenimento.surgiu.com.br

Comentários