MC Carol relembra participação no Lollapalooza: 'Choro ao ver vídeos'

0 comentários

Funkeira, que cantou ao lado de Karol Conka, disse que ainda está 'digerindo' o show: 'Ver duas mulheres negras no palco abre a mente do Brasil'.

Karol Conka e MC Carol (Foto: Reprodução/Facebook)

MC Carol ainda não consegue acreditar na aplaudida participação que fez no festivalLollapalooza 2016 no domingo, 13. Em conversa com o EGO nesta quarta-feira, 16, a funkeira - que cantou duas músicas ao lado de Karol Conka - contou que ainda está 'digerindo' toda a emoção que recebeu do público. A artista disse ter segurado a emoção no palco, mas revela que assim que chegou ao hotel em São Paulo, após o show, chorou muito.

"Eu ainda estou tentando entender tudo que aconteceu, digerindo o show. Toda hora eu vejo vídeos e não acredito ainda. Foi muito emocionante. Lá na hora já me deu vontade de chorar e eu segurei. Minha produtora e a da Karol se emocionaram lá mesmo. Quando eu vi o primeiro vídeo da apresentação eu pensei 'Meu Deus do céu' e me acabei de emoção. Eu assisto os vídeos e não acredito até agora", falou a artista, que apresentou a música "Toca na pista, Toca na Favela" e retornou para um dueto com Karol Conká no hit "Tombei".

MC Carol falou também sobre a importância de duas mulheres negras se apresentarem em um festival tão importante. Para a artista, o show delas ajuda a 'abrir a mente' dos brasileiros. "O Brasil é um país muito preconceituoso, não só com a questão racial, mas com tudo. Aqui tudo tem um padrão estabelecido. Ver duas mulheres negras cantando vai abrindo a mente das pessoas, isso é muito bom!", ressaltou a cantora.

Além da questão racial, a MC lembrou também da importância do funk marcando seu espaço. Ela destaca que funkeiros não cantam só letras com palavrões e disse que gostaria de ver mais cantores do segmento em festivais.

"Pra mim esse convite que a Karol me fez é uma vitória. Nunca vi funkeiro no Lolla, nunca vi funkeiro no Rock in Rio. E se Deus quiser esse show vai abrir portas e vai ter mais funk. Ia ser legal ter espaço para outros funkeiros também. Eu não digo que tem que cantar palavrão, funkeir, também cantma pra criança e para adolescente. Fazemos festa de 15 anos, e sabemos o que cantar nesses eventos. Acharia muito legal ver o Catra, a Tati Quebra Barraco. Todo mundo gosta de funk, a Beyoncé dançou funk em seu show, é preciso abrir mais espaço para o nosso estilo musical", destacou.

'Karol Conka virou uma irmã para mim'
Quem pensa que Karol Conka e MC Carol já eram amigas, vai se surpreender. As duas se conheceram na quarta-feira, 9, poucos dias antes do Lollapalooza 2016. Apesar do pouco convívio, a MC já considera sua parceira de palco como uma 'irmã para a vida toda'.

"A gente se conheceu numa festa do Tropkillaz na quarta passada. Eu fui cantar e ela estava lá por coincidência. Nos apresentaram e começamos a conversar, parecia que a gente se conhecia desde pequena. Nos elogiamos muito e no dia seguinte ela me convidou para participar do show. Agora vai ser uma amizade pra sempre, ela virou uma irmã para mim. O que ela fez não é qualquer um que faz, ela me convidou para cantar num festival imenso e eu sou eternamente grata."

Karol Conka e MC Carol (Foto: Reprodução/Instagram)

Fonte: ego.globo.com 

Comentários