Lexa pede respeito na Internet após comentarista dizer na TV que jogaria seu CD no rio Tietê

0 comentários

Lexa está inconformada com o tratamento dado a ela no programa “Balanço Geral”, da Record. Durante o quadro “Hora da Venenosa”, da Fabíola Reipert, o comentarista Lombi disse que jogaria o álbum de estreia dela, “Disponível”, no poluído rio Tietê. Ela, claro, não gostou do que ouviu. “Fui desrespeitada da pior maneira possível”, desabafou no Instagram. “São noites sem dormir, longe da família, dentro de estúdio trabalhando sem parar… não só eu, como mais de 100 pessoas em volta. Todo e qualquer trabalho merece RESPEITO”.

Para Lexa, a declaração maldosa tem a ver com preconceito com o funk – um dos gêneros que ela abraça no disco. “Jogaria porque é um CD de funk? E se fosse de MPB ele iria guardar? Eu tenho muito orgulho e paixão pelo que faço, pelo funk e pela música em geral. E não suporto PRECONCEITO. Venho através desse texto dizer que sempre respeitei e respeitarei o trabalho de todos os jornalistas, e que ofensa não é opinião. Se existe uma coisa para qual nunca me calarei é para meus sonhos. Fica aqui a minha indignação e minha tristeza de saber que ainda existem pessoas sem amor no coração e sem respeito pelo próximo”, concluiu.

Atualmente, Lexa divulga o single “Pior Que Sinto Falta”, uma composição dela mesma, na qual também toca piano. O clipe está com 2,2 milhões de acessos no Youtube.

Fonte: portalpópline.com.br

Comentários