Já ouviu o "taca, taca"? Conheça as vozes por trás do funk "Bumbum Granada"

0 comentários

Dos fluxos das ruas das periferias de São Paulo às baladas da moda, a dupla de MCs Zaac & Jerry "bomba, bomba, bomba" aqui e ali. Desde o estouro do funk "Bumbum Granada", os rapazes de Diadema (SP) não pararam mais em casa. A demanda pelo hit que chama a atenção com o vozeirão grave de Jerry consome a agenda dos rapazes de domingo a domingo, com até oito shows por dia.

O incrível número de apresentações só é possível porque cada uma dura não mais que 20 minutos. Neste tempo, o hit do momento é executado ao menos duas vezes. Zaac e Jerry se conhecem desde 2013, mas só formaram a dupla no ano passado depois de colaborações que agradaram o público e provaram a sintonia. 

Zaac na vida real é Issac. Antes de estourar no funk, o jovem de 23 anos trabalhava como ajudante geral em uma empresa e tinha vontade de ser cabeleireiro.

Jerry se chama Rodrigo e nasceu na Bahia, mas mora em São Paulo desde criança. Aos 21 anos, ele já tentou a carreira como jogador de futebol (parou aos 17), fez curso de teatro e atuava como barbeiro e cabeleireiro até a rotina do funk o afastar de vez dos salões de beleza.

Inspirada no movimento de dança das garotas nos bailes, a letra de "Bumbum Granada" é criação dos próprios MCs. Já a coreografia surgiu naturalmente a partir do público que frequentava os shows. A cereja do bolo veio com o clipe produzido por Kondzilla, o "Spielberg do funk".

Em 50 dias, o vídeo da música já passa de 85 milhões de visualizações somente no YouTube. Para efeito de comparação, "Baile de Favela", hit do final do ano e do Carnaval, levou três meses para alcançar menos da metade deste número.

No mesmo curto período de tempo, Anitta dançou "Bumbum Granada", dezenas de paródias foram criadas (algumas com mais de 1 milhão de visualizações) e a coreografia inspirou até aulas de ginástica em academias.

Voz fake?

Os bumbuns, no entanto, não são exatamente o que mais chama atenção em "Bumbum Granada". A voz grave de Jerry para cantar a letra simples e repleta de repetições como os trechos "vários homens bomba bomba, bomba, bomba bomba aí" e "taca taca taca" gerou muito debate sobre se o tom era real ou efeito sonoro.

"Meu timbre já é grave, eu não imposto muito a voz. Sai natural mesmo. A técnica vocal ajuda muito também", esclarece o funkeiro de 21 anos ao UOL, que aproveita o dom desde o início da dupla com Zaac.

Jerry usa seu grave também nas músicas "Nos Fluxos", "Desce Danadinha" e no mais recente lançamento da dupla, o funk "Paranauê".

Meu timbre já é grave, eu não imposto muito a voz. Sai natural mesmo
Jerry, cantor

A técnica é passada pelo preparador vocal e professor de canto Rubens Soares, que orienta Zaac e Jerry para que os meninos tenham voz até o último show das maratonas diárias.

Um vídeo postado há 20 dias na internet diz "desmascarar" o cantor de "Bumbum Granada". Intitulado "A verdadeira voz de MC Jerry", o vídeo exibe o MC cantando uma música antiga. O cantor justifica que a gravação é antiga e só mostra a capacidade dele de também cantar outros estilos de funk.

"É diferente fazer uma parada mais falada e uma parada mais melódica. A mesma coisa que um cara que canta rap fazer um backing vocal. O segredo é saber usar a voz em determinados sons. Canto na voz grave e na voz melódica. A gente tenta sempre estar ampliando os conhecimentos".

Sucesso

O primeiro gostinho de sucesso veio com o proibidão "Nos Fluxos", em janeiro, sucesso nas festas de rua da periferia que levam o mesmo nome. Mas o refrão "ela senta na pica, na pica, na pica..." atrapalhava o reconhecimento nacional. 

"Os funks que a gente coloca nos shows são os funks mais lights, que não são tão ofensivos. Funk pra todo mundo ouvir. A gente fica confortável de cantar e as pessoas confortáveis de ouvir", explicam os MCs sobre o repertório ajustado para os shows. 

Já o refrão "taca, taca, taca" de "Bumbum Granada" levou Zaac & Jerry para várias cidades do Nordeste. No próximo mês, fazem uma apresentação em Guarapari (ES). 

Há algumas semanas o clipe - antes restrito à internet - chegou ao ranking dos mais pedidos pelo público de um programa de TV por assinatura. A dupla também já gravou seu primeiro programa de TV depois do estouro do hit.

O próximo desafio de Zaac & Jerry é manter o sucesso de "Bumbum Granada" pelo menos até agosto, quando o Brasil recebe as Olimpíadas. Pode ser grande oportunidade de contagiar os gringos e, quem sabe, virar hit internacional.

 

Fonte: musica.uol.com.br

Comentários