Ex-empresária de Anitta recebe 25% do valor das músicas do 1º disco da cantora.

0 comentários
Após audiência, Kamilla Fialho não estaria disposta a fechar acordo judicial com a funkeira, diz jornal.
Kamilla Fialho recebe 25% do valor das músicas do primeiro CD de Anitta, diz o colunista Leo Dias, do jornal 'O Dia', nesta quarta-feira, 30 de março de 2016

A disputa judicial entre Anitta e Kamilla Fialho prossegue, após não chegarem a um acordo no início desta semana. Enquanto isso, a ex-empresária da cantora continua recebendo uma porcentagem pelas músicas presentes no primeiro CD da funkeira. Segundo o colunista Leo Dias, do jornal "O Dia", nesta quarta-feira (30), Kamilla tem direito a 25% do valor das canções (os outros 75% cabem à artista).

 Informações de bastidores dão conta que a ex-empresária de Anitta pediria aproximadamente R$ 6 milhões para desistir do processo contra a cantora,convidada para atuar na próxima novela de Aguinaldo Silva. Uma outra versão aponta que Kamilla não quer chegar a um acordo com a intérprete de "Bang". A funkeira não compareceu à audiência, mas sua ausência não pesou contra ela em decisão da juíza Flávia de Almeida Viveiros de Castro.

 Cachê da cantora será levado em conta para definir a multa

A magistrada alegou que Anitta, vencedora de quatro categorias em premiação musical, apenas perdeu a chance de se defender pessoalmente e, por isso, não considerou a funkeira como "ré confessa". Nessa audiência foram ouvidas sete testemunhas, sendo três da artista, incluindo Sérgio Affonso, presidente da Warner do Brasil. De acordo com a publicação, a informalidade do meio artístico foi a principal dúvida da juíza. Isso porque algumas negociações são feitas sem contratos - ou seja, apenas "de boca".

Após a audiência, foi definido que inicialmente será definida uma perícia para avaliar o valor real da multa relativa à rescisão do contrato entre Kamilla e Anitta, conforme antecipou o Purepeople. O valor médio do cachê da funkeira será levado em conta para essa parte do processo. A partir daí começa a correr o prazo para as alegações finais. Entre julho e agosto está prevista a sentença final.

A disputa judicial começou em agosto de 2014, quando Anitta acusou a K2L, de propriedade de Kamilla, de desviar R$ 2,5 milhões de suas contas. "Mostrei tudo o que foi pedido e agora espero a juíza se manifestar. Comprovei tudo e todas as acusações não procedem. Não devo nada", disse a empresária ao site, na época. Kamilla pede, atualmente, R$ 7 milhões dafunkeira, dona de uma mansão de R$ 10 milhões.

Fonte: purepeople.com.br

Comentários