Placa Berrada

Haikaiss, Diomedes Chinaski

Vou morrer maloqueiro, fazer questão de ser gangueiro, tio

Aqui é poucas, xará!

Não tem essa ideia, não

Esses moleque não têm nem ideia pra trocar, tio

Na hora que o bicho aperta aí não tem nem ideia pra trocar

Não sabe nem o que é a rua, chapa

Fica pagando aí de, de, de internet aí

Fica tirando foto aí com roupinha bonitinha aí

Essas menina aí falando um monte de bosta

E todo mundo falando bonita, e todo mundo querendo

Vai tomar todo mundo no cu, rapaz! Tendeu?

Rap é maloqueiragem, tiozão, rap é rua, tiozão!

Tendeu, é asfalto, é gato andando na rua, é cachorro latindo

É carro soltando fumaça, o bagulho é louco, tio!

Não tem essa, não, xará! Tendeu?

O bagulho tá muito oba oba pro meu gosto

Tudo pau no cu, é tudo arrombado, tendeu?

É rap de bolsonaro, só tem comédia no bagulho, só comédia, tendeu?


[Pedro qualy]

Abuso, tudo que eu uso eu assumo

Com o sinal certo somos alguém

Com o tempo certo tu se mantém

Abuso, tudo que eu uso eu assumo

Com o sinal certo somos alguém

Com o tempo certo tu se mantém


[Pedro Qualy e Spvic]

Cartas na mesa, esconde os farelo do bolo (placa berrada)

Cartas na mesa, esconde a sujeira do jogo (placa berrada)

Cartas na mesa, esconde os farelo do bolo (placa berrada, é Haikaiss, mano)

Cartas na mesa, esconde a sujeira do jogo (placa berrada)

Placa berrada, placa berrada, placa berrada, placa berrada

Placa berrada, placa berrada, placa berrada, placa berrada

Placa berrada, placa berrada, placa berrada, placa berrada

Placa berrada, placa berrada


[Spvic]

Para, tô de cara, mano, a cara desses cara fala: Puta que pariu

Não mudaria o hino, nunca vi, também não gostaria

De judaria, não ajudaria, não me viu no meio, tu que também gostaria

Mano, eu vim, eu quis ser sim, eu fiz

Pô, não condiz com quem mereceria diss, enfim

Um trono ao triz, ator, atriz

Com quem confiscaria o ouro dos gentis

Sensacionalismo vindo de fora

Não me penaliza, eu sempre abuso do agora

Quando idealizo uma parada, camarada

No mínimo essa também vai ficar pra nossa história

Tô preocupado desocupando a memória

Sou desculpado quando alguém que ri chora

Reforma na Esbónia, meu marketing [?]

Roubar no detalhe, meu caso é em dólar (e olha quem vem)


[Pedro Qualy e Spvic]

Cartas na mesa, esconde os farelo do bolo (placa berrada)

Cartas na mesa, esconde a sujeira do jogo (placa berrada)

Cartas na mesa, esconde os farelo do bolo (placa berrada, é Haikaiss)

Cartas na mesa, esconde a sujeira do jogo (placa berrada)

Placa berrada, placa berrada, placa berrada, placa berrada

Placa berrada, placa berrada, placa berrada, placa berrada

Placa berrada, placa berrada, placa berrada, placa berrada

Placa berrada, placa berrada, placa berrada, placa berrada


[Diomedes Chinaski]

Éramos estrelas no anonimato

Nós do porão correndo igual ratos

O inimaginável aconteceu

Camundongos devorando gatos

I love you, buceta, nem fala de treta, que assunto chato

O pai tá chato

Creio que hinos não sejam mutáveis

Argumentos não superam fatos

Ei, Spinardi, te levo no Souto pra nós tacar fogo nessa ganja mágica

Quando falava Nordeste no jogo, acredite, comparsa, não foi uma metáfora

Depois que baforar, respira o ar igual Basquiat

Já que os irmão não entenderam a visão

Eu vou ter que fazer uma diáspora

Yeah, sempre fui rico, o que me faltavam eram notas

Não entendia porque nunca abriram as portas

E se não tem vaga mesmo tirando boas notas

Mudei o curso do rio, baby, eu criei o sistema de cotas

Havia saída emperrada

E não me conformo com a vida ferrada

Vou ficar esperto, vai dar tudo certo

E se Deus quiser não dá placa berrada

Yeah, hoje a tweet não será censurada

Eu tô com fome, com sede, com ódio e toda miséria será superada


[Spinardi]

Fala tu, cuzão

Toda inspiração no coração que para

Cada verso que separa tudo aquilo que fizemo aqui

Então não compara quem vive preso na jaula

Na pala, na febre, nem se fala, cara, meu verso, tapa na cara

Sempre fiz chuva de bala, vai de bala, que o pano não passa

Na raça que passa esse pano que rasga a vergonha na cara

Não tem, o que eu tenho é tudo que te abala

Então vamo no parapara, que eu vi que o só fala, fala abominei

Mas não terminei com a porcaria da track

Lobo no set, tá com o Ted, me olha, faz um boquete

Spinardi tá com sede no rank

Vejo Damassa na sede da companhia dos melhores do Brasil

Mais da metade de quem gora, que espera que vamo embora

Me espera sentado, me espera deitado, me espera cagado

Mano, tá dado o recado, vendeu o aliado

Que é o momento de chegar mais um prato que se partiu

Cês fala que o rap é um jogo, eu sei, eu falo que o rap é vida

Se o rap é um jogo, pega a visão, é Counter Strike antiga

Eu tô brincando com a sua ferida e esse comparativo me anima

É o CT guardinha do rap contra os terrorista da rima


Placa berrada, placa berrada, placa berrada, placa berrada

Placa berrada, placa berrada, placa berrada, placa berrada

Placa berrada, placa berrada, placa berrada, placa berrada

Placa berrada, placa berrada, placa berrada, placa berrada

Haikaiss
Placa Berrada

Haikaiss + Diomedes Chinaski

Haikaiss
Relaxa

Haikaiss

Haikaiss
4e21

Haikaiss

Haikaiss
A Praga

Haikaiss

Haikaiss
A Prova

Haikaiss

Haikaiss
Pouca Pausa

Haikaiss

Haikaiss
De longe

Haikaiss

Haikaiss
Uma Noite A Toa

Haikaiss + 1 Kilo

Haikaiss
Não Vou Morrer de Ficar Rico

Haikaiss + Mc Lan + Ojuara

Quando
Música
Placa Berrada
Artistas
Haikaiss, Diomedes Chinaski
Tempo
03:00